30 de mai de 2011

Mídia e Gênero, uma relação conturbada

Em tempos de mídias sociais e abertura ao público LGBT opressão e a violência rondam o cotidiano da população

Para falar sobre esta relação é necessário esclarecer o que é gênero. Este conceito surge na década de 70 e se refere à atuação social do sujeito. Segundo o qual ser homem ou ser mulher é decorrente de uma realização cultural. A expressão desta pode ser entendida como sexualidade, outro conceito. Este é mais amplo e se refere à prática do erotismo, desejo e afeto. A partir de então, é possível considerar que os indivíduos transitam entre as possibilidades existentes e que é necessário o respeito e compreensão da diversidade sexual.

Na televisão, sobretudo, assiste-se a reprodução de equívocos e estereótipos. Isto prejudica a afirmação social daqueles que destoam do padrão, por exemplo. E fortalece a crença de que todos são iguais. A fim de amenizar e até extirpar tal efeito a sociedade civil se organiza em grupos que lutam por direitos iguais e espaço nas mídias. Estes se destacam, principalmente, no twitter, orkut e facebook. Mídias 'livres' que potencializam maior difusão de ideias.

28 de mai de 2011

Brasil pode liberar acesso à informações públicas

Por Guilherme Pinheiro

Apesar de não aparecer nos jornais, o Brasil está prestes a dar um grande passo em direção à plena democracia. Tramita no senado o PL 41/2010, a Lei Geral de Acesso à Informação. Essa lei pretende garantir e regular o acesso a informações de interesse privado e coletivo, além de rever a classificação de documentos sigilosos, reduzindo o tempo para a liberação do conteúdo.

A lei, se aprovada, regulará o inciso XXXIII do parágrafo 5º da Constituição Federal – “todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse particular, ou de interesse coletivo”, até hoje sem efeitos por falta de regimento. O parágrafo 3º do artigo 37 e o parágrafo 2º do artigo 216, referentes à consulta de registros e informações sobre atos do governo, também serão abrangidos.

A TV Record e o jornalismo religioso

Muito tem se falado sobre o kit educativo anti-homofobia, elaborado pelo MEC com a ajuda dos segmentos LGBTTTs e que seria distribuído em escolas do nível médio, pelo programa Escola Sem Homofobia. Na última quarta-feira, 25 de maio, o kit foi enfim suspenso pela Presidenta Dilma, após a bancada evangélica transformar a aprovação do kit em moeda de troca com o governo, ameaçando parar a votação dos projetos caso o material não fosse vetado.(1)

A influência dos segmentos religiosos em assuntos de interesse público encontra ecos no meio jornalístico. A emissora de TV Record, que tem como principal financiadora a Igreja Universal do Reino de Deus, veiculou uma infeliz matéria, por meio do programa Domingo Espetacular, sobre o kit educativo. (2)

19 de mai de 2011

Discutam, mas não deixem que seus alunos saibam

Na semana que passou, alguns jornais bem conhecidos do grande público deram destaque à seguinte manchete: “Livro aprovado pelo MEC ensina português errado”. A pauta foi tão importante que mereceu um dos sempre (in)felizes comentários do jornalista Alexandre Garcia. “Se fosse apenas uma questão linguística, tudo bem, mas faz parte do currículo de quase meio milhão de alunos. E é abonado pelo Ministério da Educação. Na moda do politicamente correto, defende-se o endosso a falar errado para evitar o preconceito linguístico” – disse.
Com esse comentário ele demonstra não desconhecer que, faz muito tempo, o meio acadêmico debate a língua portuguesa e suas variantes, cogitando a possibilidade de transformar certas características da linguagem oral em regras da norma padrão escrita. No entanto, Alexandre minimiza o debate afirmando que é inadmissível que tais questões cheguem aos alunos.

5 de mai de 2011

Muito Além do Barcelona VS Real Madrid

As semifinais da Liga dos Campeões, principal competição de futebol europeu, foram o grande assunto do esporte no Velho Mundo, principalmente na Espanha, onde os principais times do país se enfrentaram diretamente. De um lado, o Barcelona, representado a Catalunha. Do outro, o Real Madrid, da capital. Uma rivalidade histórica, que ultrapassa as barreiras do esporte e atinge âmbitos políticos.

A Espanha, apesar de ser um Estado-nação consolidado, apresenta manifestações de cunho nacionalista ocorridos em seu território, tanto em questões separatistas (ETA – no País Basco) tanto em questões de autonomia (Catalunha).

1 de mai de 2011

"Banda Larga é um Direito Seu!"

As entidades: Coletivo Brasil de Comunicação Social, a Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço), a Associação das Rádios Públicas do Brasil (Arpub), o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) lançaram nessa segunda feira, dia 25 de Abril, a campanha “Banda Larga é um Direito Seu!” para lutar para que o acesso à rede seja universalizado e defender a ideia de que a internet é um instrumento de efetivação de direitos fundamentais e desenvolvimento, além de espaço de expressão e manifestações culturais, e por isso deveria ser reconhecida como tal.

O evento foi realizado simultaneamente nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador e Campo Grande, .as entidades divulgaram o manifesto com suas principais reivindicações para que o direito à Banda Larga se efetive no Brasil e convidou blogueiros, ativistas da cultura digital, entidades de defesa do consumidor, sindicatos e centrais sindicais, ONGs, coletivos e usuários a vigiarem os termos de implementação do Plano Nacional de Banda Larga (PNBL), que visa levar internet barata para 80% da população até 2014.